terça-feira, 25 de setembro de 2018

Escândalo nacional: Ibope confirma pesquisas com resultados divergentes em Goiás

► Em nota, instituto reconhece que levantamentos feitos para empresa e para TV Anhanguera têm resultados discrepantes
► Resultados divergentes nas pesquisas para o Governo e para o Senado, em ambos os casos com porcentuais menores no levantamento entregue à emissora de TV

O Ibope Inteligência reconheceu nesta terça-feira (24/9) a existência de pesquisas eleitorais com resultados divergentes para a disputa para o governo estadual e para o Senado em Goiás. Em nota, o instituto admitiu ter realizado pesquisas para uma empresa, "sem fins de divulgação" e para a TV Anhanguera com pequeno intervalo de tempo entre as aferições de intenções de votos.
No levantamento realizado para a "empresa", cujos números foram alvo de vazamento, o governador Zé Eliton (PSDB), candidato à reeleição, aparece com 18% das intenções de votos – mas na pesquisa divulgada pela TV Anhanguera, emissora afiliada da Rede Globo em Goiás, o tucano tem 13%. No caso do Senado, o ex-governador Marconi Perillo tem 37% das intenções no levantamento contratado pela coligação e 29% no apresentado pela emissora.
"Além da pesquisa contratada pela TV Anhanguera junto ao IBOPE Inteligência, que foi divulgada na última sexta-feira, dia 21, o instituto também realizou uma outra pesquisa para uma empresa, mas sem fins de divulgação", afirma o instituto. "A pesquisa da TV Anhanguera foi realizada entre os dias 18 e 20 de setembro. Já a da empresa foi feita entre os dias 9 e 12 e entregue ao contratante dia 13".
Na nota, o Ibope nega os fortes rumores de que a pesquisa teria sido submetida ao crivo do senador Ronaldo Caiado (DEM) antes de entregue à TV Anhanguera. "O Ibope Inteligência também esclarece que em nenhum momento realizou reunião com o sr. Caiado, nem em Goiânia, nem em São Paulo", afirma a nota.

Valéria Perillo celebra 16 anos de funcionamento do CRER

Diretoria destacou o empenho de Marconi Perillo e da ex-primeira-dama na construção da unidade de saúde que atendeu mais de 15 milhões de pessoas


A desta terça-feira, 25 de setembro, foi marcada pelo culto ecumênico que celebrou os 16 anos de funcionamento do Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (CRER). Inaugurado em 25 de setembro de 2002, sob a gestão da AGIR, a unidade de saúde que tem 156 leitos já atendeu mais de 15 milhões de pessoas, conquistou o nível 3 pela Organização Nacional da Acreditação (ONA), que chancelou a qualidade do complexo hospitalar, aprovado por 100% dos seus usuários. 


Ao lado da primeira-dama do Estado, Fabrina Müller e dos diretores do CRER, Válney Luis da Rocha, Sônia Helena Adorno, Viviane Tavares e Sérgio Daher, Valéria Perillo destacou o seu sentimento de emoção. “Este Centro de Reabilitação presta justa homenagem ao saudoso Dr. Henrique Santillo, ele foi construído a partir da escuta dos que chegavam aflitos à Organização das Voluntárias de Goiás, devido à ausência de estrutura no cuidado de portadores de necessidades especiais. Abracei a iniciativa à qual foi plena adesão do então governador Marconi Perillo, meu companheiro de vida, que garantiu recursos para que o CRER se tornasse realidade”. 


Superintendente Executivo da AGIR, Sérgio Daher, fez questão de agradecer ao candidato a Senador, Marconi Perillo. “O CRER é referência mundial. Mas isso só foi possível devido a gestão do Marconi e da atuação da Valéria na OVG. Senão fossem eles, nós não existiríamos. Por isso, precisamos de gestores visionários que acreditam e investem em áreas fundamentais para a população como a saúde. Somos uma família de mais de 1.200 colaboradores que prestam uma assistência ética e humanizada aos nossos pacientes. 

Garantia de recursos

Fabrina Müller reforçou que com a vitória e reeleição de José Eliton para governador, vai garantir o repasse de verbas mensais para o CRER com a realização de obras de ampliação. “Vamos aumentar o número de leitos e construir um ginásio para as terapias. O povo goiano merece uma saúde pública diferenciada”, disse.

Sócios dos Restaurantes Coco Bambu Doam R$ 40 Mil Reais Para Jair Bolsonaro

Dois dos sócios da rede de restaurantes Coco Bambu doaram R$ 40 mil para a campanha de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República.
Os valores, divididos em dois depósitos de R$ 20 mil cada, foram repassados por Afrânio Barreira Filho e Eugênio Veras Vieira.
Afrânio é sócio-majoritário da cadeia de empreendimento gastronômico, cuja sede está em Fortaleza. Vieira é sócio e responsável pela filial de Curitiba, aberta ainda em 2015.
Ao todo, Bolsonaro arrecadou até agora R$ 943.095,20, dos quais 35,49% são provenientes de doação de recursos via diretório nacional do PSL.
Nas redes sociais, Barreira costuma postar mensagens favoráveis a Bolsonaro. Antes de abraçar a candidatura do capitão da reserva, porém, o empresário podia ser visto ao lado de Flávio Rocha.
Dono da Riachuelo e pré-candidato ao Planalto, Rocha acabaria retirando o seu nome da disputa presidencial.
A rede de restaurantes Coco Bambu, uma das maiores do País, mantém lojas em 13 estados.
Na capital cearense, a marca tem filiais no Parque Manibura, na Beira Mar, no Meireles e na Aldeota.

André Pitta Sofre Nova Derrota na Justiça Para Chapa de Lélio Junior

*JUSTIÇA: Federação insiste e sofre nova derrota*
*Decisão de 2ª instância aponta que resistência da FGF é inadmissível.*

A Federação Goiana de Futebol (FGF) sofreu nova derrota na Justiça, que determinou à entidade que dê ampla transparência ao processo eleitoral, inclusive dando a devida publicidade à convocação das eleições, disponibilizando às partes interessadas a lista dos clubes e ligas filiados e sua situação perante a federação – ou seja, se estão aptos ou não a votar.
Em sua decisão, o juiz substituto Maurício Porfírio Rosa deu ganho de causa ao Atlético Clube Goianiense, que acionou a Justiça por se sentir prejudicado pela Federação Goiana justamente pela falta de transparência no processo eleitoral. O magistrado, no entanto, reformou a sentença do juiz de primeiro grau e reduziu de 60 para 45 dias o prazo para convocação das eleições. Esse prazo passa a contar do dia 24 de agosto.
Os dirigentes do Atlético sustentam que a alteração do prazo para realização das eleições não prejudica a edição de 2019 do campeonato, alegação feita pela Federação junto à Justiça – tese que não foi acatada pelo magistrado. Segundo os atleticanos, independente da data das eleições, a atual gestão vai até dia 31 de dezembro e deverá cumprir seu papel na adoção de todas as medidas relativas ao certame.
Sustentam ainda que o mais importante é que seja assegurado um processo eleitoral limpo para que não exista necessidade de judicialização por falta de transparência em aspectos essenciais, como o direito dos clubes de acesso à lista de ligas e clubes em condições estatutárias de votar. Na visão dos dirigentes, toda a comunidade esportiva ganhou com a decisão judicial desta segunda-feira (24/09).

Em Goiânia Pai Estuprou as Duas Filhas, de 8 e 11 Anos, Durante Dez Anos

Um homem é suspeito de estuprar as duas filhas, de 8 e 11 anos, durante dez anos, em Goiânia.
De acordo com as vítimas, os abusos aconteciam principalmente quando elas saiam para vender balas, mas não conseguiam voltar com dinheiro.
Uma delas diz que tem dois filhos com o próprio pai.
“Falava para a gente ficar com ele. Mas assim, na realidade, eu não entendia porque aquilo estava acontecendo comigo”, disse uma das vítimas.
As duas moravam sozinhas com o pai, depois de terem sido abandonadas pela mãe.
Elas decidiram denunciar o homem após fugirem de casa.
A irmã mais velha diz que tem dois filhos com o próprio pai.
As crianças têm 2 anos e 1 ano.
“O meu pai que é pai deles mesmo. Ele sabe”, contou.
A mais nova chegou a engravidar também o pai, mas perdeu o filho no nascimento por malformação.
O homem trabalhava como serralheiro, mas decidiu parar com o serviço e obrigar as filhas a vender balas nos semáforos.
Quando elas não conseguiam levar dinheiro para casa, eram estupradas.
“Ele sempre ameaçava a gente. ‘Vou matar vocês se vocês falarem alguma coisa’, entendeu? E assim, por mais que ele não venha a fazer isso, psicologicamente é traumático”, contou.
O último estupro aconteceu há dois meses.
As duas contam que, depois de apanharem muito, decidiram fugir de casa e ficaram todo esse tempo escondida.
Agora, tiveram coragem para denunciar o crime.
A Polícia Civil já está investigando o caso e tenta localizar o suspeito.
“As investigações já começaram desde o primeiro momento, com solicitação de medidas protetivas de urgência, encaminhamento para exames médicos periciais, porque é importante verificar a paternidade das crianças. São realmente graves as acusações”, disse a delegada Ana Elisa Gomes.
Com os exames, a polícia pode pedir a prisão preventiva do suspeito por estupro de vulnerável.
Enquanto isso, a Justiça expediu uma medida protetiva, determinando que o homem não se aproxime das autoras ou de seus filhos.
Porém, as irmãs ainda temem pela segurança.
“Eu tenho medo do meu pai me encontrar e fazer alguma coisa comigo. Ele falou que queria tomar minhas crianças. Quero que ele seja preso e pague pelo que ele fez”, disse a mais velha.

O Brasil de Esquerda, Centro e Direita Vai Eleger Bolsonaro Presidente

A eleição presidencial está dividindo o Brasil em três fatias políticas. O PT lidera a esquerda que historicamente sempre teve 30% do eleitorado e só conseguiu eleger um presidente quando fez alianças com partidos do centro. O PSDB e DEM perderam espaço como opositores da esquerda e migraram para o centro ao lado de inúmeros outros partidos, como PMDB, PP e PTB. A novidade nesta eleição é que Jair Bolsonaro se tornou líder da direita no Brasil com o inexpressivo PSL.
Jair Bolsonaro ocupou espaços que antes eram ocupados por PSDB e DEM e lidera a corrida presidencial como líder da direita com cerca de 30% dos votos.

Esquerda 30%, Direita 30% e os demais partidos formam o chamado centrão, que somados detém os outros 40% do eleitorado brasileiro.

Nas últimas eleições PT e PSDB foram os protagonistas das disputas presidenciais. Os escândalos de corrupção destruíram os líderes do PT mas não seus militantes e eleitores fiéis. O militante do PSDB abandonaram o barco com o desgaste de seus líderes, principalmente Aécio Neves. 

Curioso que Lula mesmo condenado e preso, manteve seu eleitorado. Aécio envolvido em corrupção não conseguiu sequer ser candidato a reeleição de senador.

Bolsonaro aproveitou o espaço deixado por PSDB e DEM e assumiu o papel de líder da direita no Brasil.

Com o desgaste, enfraquecimento e esfacelamento dos partidos do centrão, PT e Bolsonaro irão para o 2° turno.

Como Bolsonaro já se posicionou contra alianças para fatiar o governo e contra indicações políticas para a formação de governo, é natural que o PT atraia a maioria dos partidos do centrão, no entanto isso não significa que leve também os eleitores destes partidos.
Dos 40% de eleitores do centrão somente cerca de 10% devem acompanhar seus líderes e 30% irão apoiar Bolsonaro no segundo turno.

Será um embate entre Bolsonaro X Todos Políticos. Neste confronto Bolsonaro pode levar vantagem porque existe um sentimento de revolta e indignação da população contra os políticos. 

Se este cenário se confirmar, Bolsonaro deverá ser eleito presidente do Brasil com cerca de 60% dos votos no segundo turno tendo como principal cabo eleitoral os seus adversários.

Globo Coloca Seu Time em Campo Contra Bolsonaro

Depois que Bolsonaro disse que vai cortar parte da verba publicitária da Rede Globo Globo e  cobrar a dívida que a emissora tem em impostos com o governo federal e BNDES, artistas ligados à emissora invadiram as redes sociais gravando depoimento contra Bolsonaro e criando o movimento #EleNão. Seria isso apenas uma manifestação espontânea ou uma ação organizada pela REDE GLOBO?

Marília Mendonça Apaga Vídeo Contra Bolsonaro

Horas depois de ter se manifestado contra a candidatura de Jair Bolsonaro(PSL-RJ) à presidência da República, Marília Mendonça recebeu dezenas de ameaças e decidiu apagar o vídeo crítico ao deputado.

No lugar da postagem anterior, a sertaneja divulgou uma foto em que aparece ao lado de familiares e lamentou o acontecido após seu posicionamento aderindo à campanha “Ele Não”.

“Essa sou eu, aquela é minha mãe e aquele é meu irmão. Minha família é constituída dessas 3 pessoas, que juntas acreditaram nas promessas de Deus e nos seus sonhos”, iniciou a cantora.

“Eu sou uma menina de 23 anos, cheia de amigos das mais variadas formas e conceitos que sempre respeitou o seu espaço, e construiu com apenas algumas boas torcidas e muita fé, o que tenho hoje. Em uma noite, tudo o que foi construído com amor e carinho foi apagado na mente de algumas pessoas. Me sinto mal e minha cabeça dói por imaginar que anos de luta se basearam nisso, no final das contas”, continuou.

“Deixo aqui o meu pedido de desculpas a todas as mulheres que acreditei estar defendendo naquele momento. Deixo aqui o meu pedido de desculpas a todos os homens, por em um instante de loucura acreditar que uma opinião não feriria vocês. Eu realmente achei que poderia. Minha mãe tem recebido ataques tanto quanto o restante da minha família que nem compartilham da mesma opinião que a minha”, desabafou a famosa.

“Deixo aqui essa mensagem e o meu profundo silêncio em qualquer questão que seja política. A gente pede encarecidamente PAZ! É isso que eu busco! Não posso opinar já que não sei do que o Brasil precisa! Tá na mão de vocês, galera! Boa sorte a todo mundo! Que Deus nos abençoe!”, finalizou Marília Mendonça.

Anitta Perde 500 Mil Seguidores Após Gravar Vídeo Contra Bolsonaro

Se a cantora Anitta achou que gravar um vídeo falando #EleNão, fosse surtir efeito. Ela estava certa! Só não podia imaginar que esse efeito seria negativo.
Depois do polêmico vídeo contra o candidato à Presidência que lidera com folga todas as pesquisas eleitorais, Jair Bolsonaro (PSL), a cantora perdeu incríveis 500 mil seguidores no Instagram.
No final do vídeo, Anitta desafiou as cantoras Ivete Sangalo e Claudia Leitte, que até o fechamento desta matéria, não se posicionaram.
A cantora Marília Mendonça, também gravou um vídeo, mas após ser repreendida por seguidores, decidiu excluir e fez uma publicação pedindo desculpas.

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Em Nota Oficial IBOPE Reconhece Erro em Pesquisa Realizada em Goiás

Em nota, instituto reconhece que levantamentos feitos para empresa e para TV Anhanguera têm resultados discrepantes

 Resultados divergentes nas pesquisas para o Governo e para o Senado, em ambos os casos com porcentuais menores no levantamento entregue à emissora de TV

O Ibope Inteligência reconheceu nesta segunda-feira (24/9) a existência de pesquisas eleitorais com resultados divergentes para a disputa para o governo estadual e para o Senado em Goiás. Em nota, o instituto admitiu ter realizado pesquisas para uma empresa, "sem fins de divulgação" e para a TV Anhanguera com pequeno intervalo de tempo entre as aferições de intenções de votos.

No levantamento realizado para a "empresa", o governador Zé Eliton (PSDB), candidato à reeleição, aparece com 18% das intenções de votos, mas na pesquisa divulgada pela TV Anhanguera, emissora afiliada da Rede Globo em Goiás, o tucano tem 13%. No caso do Senado, o ex-governador Marconi Perillo tem 37% das intenções no levantamento contratado pela coligação e 29% no apresentado pela emissora.

"Além da pesquisa contratada pela TV Anhanguera junto ao IBOPE Inteligência, que foi divulgada na última sexta-feira, dia 21, o instituto também realizou uma outra pesquisa para uma empresa, mas sem fins de divulgação", afirma o instituto. "A pesquisa da TV Anhanguera foi realizada entre os dias 18 e 20 de setembro. Já a da empresa foi feita entre os dias 9 e 12 e entregue ao contratante dia 13".

Na nota, o Ibope nega os fortes rumores de que a pesquisa teria sido submetida ao crivo do senador Ronaldo Caiado (DEM) antes de entregue à TV Anhanguera. "O Ibope Inteligência também esclarece que em nenhum momento realizou reunião com o sr. Caiado, nem em Goiânia, nem em São Paulo", afirma a nota.