domingo, 24 de setembro de 2017

Vídeo Divulgado de Mulher Forjando Agressão de Policiais Não é da Jornalista do DF

video
Circulou nas redes sociais um vídeo atribuído a prisão da jornalista Sheila Souza. No vídeo uma mulher recebe voz de prisão por desacato e para forjar agressão dos policiais,  bate o rosto contra uma árvore. 

Esse vídeo não tem nada a ver com o caso da jornalista Sheila Souza, a própria polícia do DF esclareceu que se trata de outra ocorrência. Mesmo assim.  muitos internautas passaram a atacar a jornalista em sua pagina no facebook. 

Infelizmente no mundo virtual existem uma grande parcela de "idiotas virtuais"que espalham noticias sem checar sua veracidade e se colocam como paladinos da moral e dos bons costumes, mas estes são apenas mais um excremento de nossa sociedade, resultado do nosso atraso cultural

A Polêmica da Jornalista Supostamente Espancada Pela Polícia Militar do DF


Uma jornalista do DF, Sheila Souza usou o facebook para denunciar que sofreu abuso e agressão de policiais militares do DF. Parte da imprensa comprou por verdadeira a versão da jornalista e saiu atacando a PM. No território fértil da internet logo apareceu um suposto vídeo que seria da jornalista simulando agressão dos policiais. grande parte dos internautas passaram então atacar a jornalista. No entanto a Polícia Militar do DF negou ser este vídeo da jornalista e informou que ao contrario do que denunciou a jornalista, o teste de bafômetro deu positivo

Versão da imprensa parcial






Na madrugada dessa quinta, a jornalista Sheila Souza, 28 anos, voltava da casa de amigos na Asa Norte com destino à Águas Claras, quando foi parada em uma blitz da Lei Seca, na altura da quadra 508 sul. Durante a abordagem, uma viatura da PM encostou na traseira de seu carro e ligou a sirene, parada diante de um dos policiais, e sem saber o que estava acontecendo, ela apresentou o documento do carro e habilitação, documentos todos em dia, não fosse pelo detalhe de que por infelicidade, ela não portava o documento 2017, mas, o IPVA, DPVAT e seguro obrigatório estavam quitados, como era possível ver no sistema, inclusive

O policial mandou a jornalista descer do carro, em seguida houve discussão, pois foi pedido o teste do bafômetro, Sheila alegou não ter ingerido álcool, não satisfeito o policial, gritava com a moça, e dizia que ia fazer de tudo para prejudicá-la.

Coagida, a jornalista decidiu por fazer o bafômetro, que deu resultado negativo para embriaguez. Em seguida ela foi algemada, derrubada no chão, sofreu socos, puxões de cabelo e foi espancada pela equipe. Uma das policiais chamada Francineide deu voz de prisão, mandou-a para uma das viaturas, Sheila, já cambaleante entra em uma das portas do carro abertas. A policial a tira pelos cabelos de forma truculenta e a joga no chão. Algemada, sem defesa, a jornalista é literalmente arremessada dentro do camburão, espaço onde são transportados os contraventores. Conduzida até a 5° DP, onde a jornalista chegou inconsciente, foi colocada no chão com outros presos, em seguida levada para uma cela. Sheila prestou depoimento, na presença de seu advogado, foi liberada com posse de seu documento do veículo, que está no pátio do Detran. Em seguida foi feito o exame de corpo e delito no IML. 

Sheila entrará com processo contra a PMDF. 

Irá até a instância judicial em busca de reparo financeiro e moral. Já que o psicológico e físico infelizmente não podem sofrer reparos. 

O delegado responsável pelo plantão agiu com bom senso, já que a motorista é ré primária, sem antecedentes criminais, não praticou nenhum ilícito no trânsito, participando apenas de uma discussão com policiais militares, que a todo momento a ameaçavam , ele permitiu que Sheila ficasse em sua sala até a chegada de seu advogado. “Sai de casa para comemorar um contrato de trabalho, e fui tratada como bandido na rua por quem deveria me defender. Um país em que 3 homens e uma mulher fortemente armados batem em uma cidadã como eu, sem que se pese nenhum motivo contra minha conduta, é realmente lamentável. Fui atacada! E não vou descansar enquanto a justiça não for feita!”


Versão da Jornalista 


No Facebook da jornalista uma Carta Aberta para Ouvidoria da PMDF:


Porque como jornalista, na faculdade, aprendi dar sempre a versão clara dos fatos e na varanda de casa aprendi que justiça e liberdade são valores preciosos demais para se deixar levar por violência e vaidade.


*enviado em 22 de setembro à Ouvidoria da PMDF


“Prezados, como cidadã, escrevo com tamanha indignação e dor.


Segue um pequeno registro do lamentável fato ocorrido ontem, quando fui parada em uma blitz de rotina (como tantas que vemos em Brasília), e sai de lá algemada, fui constrangida, ameaçada e espancada por uma equipe de policiais militares. Fato esse, que me faz refletir, se o papel da polícia seria o de proteger e não coagir cidadãos de bem.


PM age com truculência, espanca e algema jornalista em blitz


Na madrugada dessa sexta, por volta de 00:26h, a jornalista Sheila Souza, 28 anos, voltava da casa de amigos na Asa Norte com destino à Águas Claras, quando foi parada em uma blitz da Lei Seca, na altura da quadra 508 norte.


Durante a abordagem, uma viatura da PM encostou na traseira de seu carro e ligou a sirene, parada ao lado de um dos policiais, e sem saber o que estava acontecendo, ela apresentou o documento do carro e habilitação, documentos todos em dia, não fosse pelo detalhe de que por infelicidade, ela não portava o documento 2017, mas, o IPVA, DPVAT e seguro obrigatório estavam quitados, como era possível ver no sistema, inclusive.


O policial mandou a jornalista descer do carro, em seguida houve discussão, pois foi pedido o teste do etilômetro, Sheila alegou não ter ingerido álcool, não satisfeito o policial, gritava com a moça, e dizia que ia fazer de tudo para prejudicá-la. Coagida, em meio a quatros policiais armados, a jornalista decidiu por fazer o teste, o policial se negou a mostrar o resultado à motorista.


Em seguida ela foi algemada, derrubada no chão, sofreu socos, puxões de cabelo e foi espancada pela equipe. Uma das policiais, a 3º sargento, Francineide de Lima da Costa deu voz de prisão, mandou-a para uma das viaturas, Sheila, já cambaleante entra em uma das portas do carro abertas. A policial a tira pelos cabelos de forma truculenta e a joga no chão. Algemada, sem defesa, a jornalista é literalmente arremessada dentro do camburão, espaço onde são transportados os contraventores.


Conduzida até a 5° DP, onde a jornalista chegou inconsciente, foi colocada no chão com outros presos, em seguida levada para uma cela, onde não permaneceu dado o bom senso do delegado de plantão, sr. Gorki Pires. 


Sheila prestou depoimento, na presença de seu advogado, foi liberada com posse de seu documento do veículo, que está no pátio do Detran. Em seguida foi feito o exame de corpo e delito no IML, que acusou lesões por todo corpo causadas pela 3º sargento, Francineide de Lima da Costa e sua equipe


Sheila entrará com representação junto à Corregedoria da PMDF.

Irá até a instância judicial em busca de reparo financeiro e moral. Já que o psicológico e físico infelizmente não podem sofrer reparos.

O delegado responsável pelo plantão agiu com parcimônia e conduziu o caso muito bem, já que a motorista é ré primária, sem antecedentes criminais, não praticou nenhum ilícito no trânsito, participando apenas de uma discussão com policiais militares, que a todo momento a ameaçavam, ele permitiu que Sheila ficasse em sua sala até a chegada de seu advogado. “Sai de casa para comemorar um contrato de trabalho, e fui tratada como bandido na rua por quem deveria me defender. Um país em que 3 homens e uma mulher fortemente armados batem em uma cidadã como eu, sem que se pese nenhum motivo contra minha conduta, é realmente lamentável. Fui atacada! E não vou descansar enquanto a justiça não for feita!”

— O breve relato acima estará disponível em alguns jornais da cidade, seria anti cidadã até de minha parte não recorrer por meus direitos, creio que a justiça não verá com bons olhos uma ação demasiada truculenta, e isso poderá ajudar para que eu tenha um pouco de sossego, liberdade e justiça. Além de poupar outros cidadãos que porventura, tenham a infelicidade de cruzar com policiais violentos.


Fica meu apelo à Ouvidoria que me auxilie no caso, pois não pouparei esforço cível, penal e na imprensa para que o caso não seja esquecido.

Atenciosamente uma cidadã motorista com do documentos e habilitação em dia, que parada em Lei Seca ao se recusar a fazer o teste etilômetro deveria ter apenas aguardado um motorista habilitado para retirar meu carro do local.

Quem vos escreve é uma moça de 1.60 de altura, com 58 quilos, a qual uma equipe de policiais armados jura terem sido agredidos, como se isso fosse possível, ainda mais com as mãos algemadas. A ficção montada pelos policiais nos autos se desfará em frente o juiz certamente

Eu peço, peço por justiça, nesse momento choro por justiça! Só quero andar nas ruas onde nasci com meus direitos resguardados, minha liberdade plena e minha certeza de que a justiça e o país que queremos começa em cada um de nós.

Atenciosamente, 




Versão da polícia do DF


NOTA DA PMDF – SOBRE SUPOSTA JORNALISTA ESPANCADA


A Polícia Militar do Distrito Federal esclarece que até o momento não recebeu nenhuma comunicação formal por meio de sua Corregedoria para averiguar a história narrada pela jornalista Sheila Souza em seu perfil no facebook e amplamente divulgada nesta sexta-feira pelas mídias sociais, em que discorre sobre suposto excesso na abordagem policial em função da recusa de submeter-se ao teste de alcoolemia em blitz realizada pelo DETRAN, com apoio da PMDF.


Cabe ressaltar que, ao contrário do que foi relatado pela jornalista, seu exame de alcoolemia foi positivo para a ingestão de álcool.

Esclarecemos ainda que a condução à Delegacia se deu em função do cometimento do crime de desacato, precisto no art. 331 do Código Penal.

A Polícia Militar do Distrito Federal é referência quanto aos procedimentos e técnicas de abordagem e em razão da completa falta de veracidade e de provas sobre o caso, repudiamos a postura da jornalista neste caso concreto, uma vez que não há qualquer prova que comprometa minimamente a atuação policial, além do relato pessoal, parcial, viciado e tendencioso por parte da envolvida.


Ascom PMDF.



Video divulgado não é da Jornalista 
video
Circulou nas redes sociais um vídeo atribuído a prisão da jornalista Sheila Souza. No vídeo uma mulher recebe voz de prisão por desacato e para forjar agressão dos policiais bate o rosto contra uma árvore. Esse vídeo não tem nada a ver com o caso da jornalista Sheila Souza, a própria polícia do DF esclareceu que se trata de outra ocorrência. Mesmo assim muitos internautas passaram a atacar a jornalista em sua pagina no facebook. 

Infelizmente no mundo virtual existem uma grande parcela de "idiotas virtuais"que espalham noticias sem checar sua veracidade e se colocam como paladinos da moral e dos bons costumes, mas estes são apenas mais um excremento de nossa sociedade, resultado do nosso atraso cultural.




Furacão Lee a Nova Ameaça do Atlântico

Tempestade tropical ganha força e está a 1.450 km do leste de Bermuda, região povoada mais próxima

O furacão Maria, atualmente de categoria 3 na escala Saffir-Simpson, avança em direção noroeste sobre as águas do Atlântico Central, enquanto a tempestade tropical Lee, que tinha se dissipado na sexta-feira, pode se fortalecer e virar um furacão.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC) indicou hoje (23) que, além do Lee e do Maria, não há indícios de formação de novos fenômenos no Atlântico nos próximos cinco dias. As informações são da agência de notícias EFE.

Em um boletim divulgado na manhã de hoje, o NHC disse que a velocidade de translação do Lee caiu para 4 km/h. No entanto, os ventos sustentados apresentados pela tempestade tropical, estão se fortalecendo, subindo para 75km/h.


O Lee se move em direção norte, mas hoje mudará para rumo ao nordeste. A previsão do NHC é que ele se fortaleça nas próximas 48 horas e ganhe intensidade de um furacão.

Quando o boletim foi divulgado, Lee estava a 1.450 quilômetros do leste de Bermuda, região povoada mais próxima do furacão.

Quanto ao Maria, que devastou Porto Rico na quarta-feira após afetar também a Dominica e as Ilhas Virgens Britânicas, o NHC alerta sobre a necessidade de "monitorar" seu progresso nas Bahamas.

Atualmente, o Maria está a 395 quilômetros de Eluthera e 515 quilômetros de Nassau, ambas nas Bahamas. O furacão apresenta ventos de 185km/h, com rajadas ainda mais intensas.

Morre o Radialista Vicente Pereira da Rádio Difusora de Itumbiara

Lamento profundamente a morte do radialista Vicente Pereira da Rádio Difusora de Itumbiara. Cresci ouvindo o Vicente Pereira que era um ótimo comunicador e com certeza ajudou a escreve a história do rádio em Goiás. Vicente Pereira faleceu na noite deste sábado.

Contours Global Está Impedindo a Implantação de Piscicultura em Nova Aurora-GO


A empresa Contours Global comprou no inicio do ano a empresa Goiás Sul energia, proprietária das PCHs de Goiandira e Nova Aurora. As duas PCHs foram construídas no leito do Rio Verissimo, inundado grande parte das terras do município de Nova Aurora e praticamente dizimando com os peixes do Rio que  desapareceram com a construção dos lagos, já que não existem construções de escadas para subidas de Peixes. Espécies como pintandos e dourados que eram abundantes,  acabaram desaparecendo. As PCHs foram construídas em 2010 provocando grande impacto ambiental, mas o PACUERA - PLANO AMBIENTAL DE CONSERVAÇÃO E USODO ENTORNO DO RESERVATORIO até hoje não foi implementado. As audiências publicas exigidas por lei, só foram realizadas no ano passado, devido a necessidade da empresa em apresentar o PACUERA para concretizar a venda das PCHs. No Pacuera ficou estabelecido, de acordo com a vontade da população, que o reservatório deve ter como uma de suas finalidades,  a criação de peixes em tanques redes para fomentar a economia, gerando emprego e renda para a população que foi fortemente afetada pela construção das PCHs,  que hoje não geram nenhuma renda para o município e apenas um emprego na cidade.

No ano de 2015 a Goiás peixes ingressou com o pedido de anuência da Goiás Sul para a implantação de uma piscicultura nas PCHs, porque assim exige a lei. Embora seja o Estado de Goiás o outorgante da água e a SECIMA o órgão que faz o licenciamento ambiental, alguém desprovido de inteligência colocou que seria necessário a anuência da empresa que detém a outorga do uso da água para a produção de energia. O que na prática tira do estado o poder de outorgar, pois, a partir de então,  o estado só pode outorgar se a concessionária conceder anuência. lei burra produzida por gente burra!

Felizmente existe um projeto em tramitação na Assembleia Legislativa que elimina esse entrave burocrático e devolve o poder das águas ao estado, não sendo mais necessária a anuência das outorgadas.

Enquanto essa lei não entra em vigor, empresas como a Contours Global, arbitrariamente, impende a geração de emprego e renda e deixam de cumprir com suas obrigações básicas como os planos de compensação ambiental e preservação  de APPs. Cabe ao Ministério Publico do estado de Goiás tomar as providencias para exigir desta empresa o cumprimento do que estabelece a lei. No caso em tela,  nitidamente a Contours Global está usando a lei para impedir o progresso enquanto deixar de cumprir a lei para não arcar  com suas responsabilidades, ambientais,  sociais e econômicas.

Se até hoje a Goiás Peixes não implantou a piscicultura na cidade de Nova Aurora, gerando dezenas de empregos e renda para a população,  foi por única e exclusivamente culpa da Contours Global 




sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Casal de Pastores é Preso Por Fazer Sexo Com Uma Adolescente de 14 Anos Durante "Culto Religioso"

Casal de Pastores Estupradores
Em operação conjunta da Polícia Civil com o Ministério Público, foram presos no dia 22/09/2017, ANTONIO CARLOS DE JESUS e JÉSSICA TELES DA CRUZ acusados de abuso sexual.

Segundo até então apurado, ANTONIO CARLOS DE JESUS, a pretexto de culto religioso, realizava atos sexuais com mulheres. Até o presente momento foi comprovada relação sexual com uma adolescente menor de 14 anos, motivo pelo qual foi indiciado pelo crime de estupro de vulnerável. JÉSSICA, esposa do pastor e também pastora, auxiliava o mesmo nos atos de estupro.

Caso haja outras vítimas, procurem a Polícia Civil ou o Ministério Público de Edéia.

Fonte: Assessoria de Imprensa 8 DRP

Abaixo Assinado Contra o Show de Pablo Vittar em Anápolis

Uma abaixo assinado está circulando na cidade de Anápolis com objetivo de impedir o show da drag queen Pablo Vittar na cidade.

Veja o texto do abaixo assinado.

A SOCIEDADE ANAPOLINA , BASEADA EM SEU VALOR CRISTÃO E PELA PRESERVAÇÃO DO TÍTULO QUE ANÁPOLIS TEM DE CIDADE MAIS EVANGÉLICA DO BRASIL, VEM SOLICITAR AOS ÓRGÃOS PÚBLICOS O IMPEDIMENTO DO SHOW DA DRAG QUEEN PABLO VITTAR NA CIDADE.

O SHOW FAZ PARTE DE UMA DITADURA DE PENSAMENTO, E PODE INFLUENCIAR NEGATIVAMENTE NOSSOS JOVENS ANAPOLINOS. 

COMO PARTE DO PROTESTO,  ESTÁ SENDO ORGANIZADA UMA GRANDE CAMINHADA CHAMADA "PARADA HÉTORO" NO DIA 29 DE OUTUBRO NA PRAÇA DOM EMANUEL, EM PARCERIA COM CENTENAS DE IGREJAS EVANGÉLICAS DA CIDADE DE ANÁPOLIS. 



O Brasil Perdeu a Cidade do Rio de Janeiro Para os Bandidos

Outrora cidade maravilhosa, cidade olimpica, cidade do Cristo redentor. Hoje cidade do crime, da corrupção. do desgoverno e dos bandidos. Infelizmente os brasileiros perderam a cidade do Rio de Janeiro para os criminosos.Hoje a cidade do Rio de Janeiro sofre as consequências dos desmandos de seu governo. O Rio é uma cidade consumida pela corrupção sob o domínios de facções de criminosos que se infiltraram em todos os poderes. O ex- governador preso e condenado a 45 anos de prisão, os morros e favelas dominados por bandidos e uma população refém do medo. Esse é o retrato do Rio de Janeiro.

Deputados Federais Viraram As Costas Para a Agricultura Familiar Em Goiás

Pequenos agricultores e representantes de cooperativas se reuniram na superintendencia da Conab em Goiás para debater o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2018, enviado por Michel Temer ao Congresso, que promove cortes severos em ações estratégicas para a população do campo, quilombolas e indígenas. 

Esse corte acaba na pratica com  Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), responsável pelo comércio dos alimentos produzidos por pequenos agricultores brasileiros. Do valor destinado em 2015 para o anunciado por Temer neste ano, o orçamento do programa sairá de R$ 609 milhões para apenas R$ 750 mil, isso em nível de Brasil. O Estado de Goiás recebe pouco mais de 2% deste valor,  o que daria apenas R$ 19 mil reais, sendo que a demanda reprimida no estado hoje é de R$ 15 milhões de reais.

A reunião que teve participação de pessoas das mais diferentes cidades do estado de Goiás, como a prefeita de Montividiu do Norte, Jacira Martins Fernandes, que viajou na esperança de encontrar os parlamentares que poderiam resolveu o problema e lutar pela manutenção do programa no governo federal, mas os deputados Federais por Goiás viraram as costas para o drama vivido pelos agricultores que dependem da agricultura familiar. Dos 17 deputados por Goiás, somente o deputado Rubens Otoni(PT) que hoje é deputado de oposição e não tem o menor poder na Câmara dos Deputados,  compareceu ao evento.


Em resumo foi perda de tempo, o modelo da reunião foi improdutivo porque não abriu espaço para o debate, apenas para discursos vazios. A carta redigida para ser entregue em Brasilia não tem peso politico, porque os deputados federais não estão dando importância para a o problema vivido pela agricultura familiar.

A reunião foi para ouvir cumprimentos e "abrobinhas", na pratica nada de efetivo para solucionar o problema. Foi perda de tempo de quem deixou sua cidade em busca de algo mais concreto.

Deputados e Senadores quando convidados para uma reunião e não a consideram importante, mandam representantes. Se consideram importante, eles comparecem!

Para resolver o problema é preciso empenho de alguém de peso no cenário nacional. Precisamos debater o fim do programa da agricultura familiar com deputados e senadores cara a cara. Em Goiás são poucos os lideres capazes de chamar a responsabilidade para resolver esta demanda e nenhum deles até agora manifestou o mínimo interesse na causa. 



Médico Farah Jorge Farah Comete Suicidio Para Não Ser Preso

O ex-médico Farah Jorge Farah foi encontrado morto em sua casa, na Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo, nesta sexta-feira (22), informou a polícia. Condenado a 14 anos e oito meses de cadeia por matar e esquartejar uma paciente em 2003, ele deveria ser levado de volta à prisãoapós o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinar, na quinta, a imediata execução provisória de sua pena. 

Segundo o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, um chaveiro foi chamado para abrir a porta da casa do ex-médico quando a ordem de prisão chegou. Quando os policiais entraram, encontraram Farah deitado na cama, com um corte profundo na perna. Uma equipe médica tentou socorrê-lo, mas ele já havia morrido. 

O delegado acredita que Farah usou um bisturi para se matar. 

Farah foi condenado em 2014 a uma pena de reclusão em regime fechado pelo assassinato e esquartejamento de Maria do Carmo Alves, que além de paciente era sua amante . Apesar disso, uma decisão de 2007 do Supremo Tribunal Federal (STF) permitiu que ele respondesse em liberdade. 


Em agosto, o relator do caso, ministro Nefi Cordeiro, já havia atendido a um pedido do Ministério Público (MP) de São Paulo e votado pela imediata prisão do ex-médico Farah Jorge Farah. No entanto, houve um pedido de vista do ministro Sebastião Reis Júnior que levou a conclusão do julgamento para esta quinta-feira. Sebastião decidiu acompanhar o voto de Nefi Cordeiro. O STJ também negou recurso da defesa de Jorge Farah que pedia anulação do último júri.