Multivacinação

Multivacinação

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Por Que a Síria Está em Guerra?

O que está acontecendo na Síria?

Desde 26 de janeiro de 2011 o país está em guerra civil, o que quer dizer que os próprios sírios estão lutando entre si. Já morreram mais de 70 mil pessoas e um milhão saíram do país, fugindo da guerra. 

Estão brigando por causa do quê?
Uma parte do povo sírio quer a saída de Bashar Al-Assad, um ditador que comanda o país desde 2000, ou seja, há mais de 13 anos. Ele recebeu o cargo de seu pai, que ficou no poder por mais de 30 anos. 

E por que, assim, de repente, o povo se cansou dele e pediu pra o homem sair?
Isso aconteceu por causa da chamada Primavera Árabe, que começou no final de 2010, quando o ditador da Tunísia foi derrubado e incentivou vários outros países a fazer o mesmo – como, por exemplo, o Egito.



Ah, sei, aquela história de revolução do Facebook, né?
Hum, não exatamente. Sim, alguns grupos usaram redes sociais para organizar protestos, mas as derrubadas dos ditadores não aconteceram por causa da internet: elas foram possíveis porque as pessoas pressionaram os governos e foram às ruas. No Egito, que a gente já citou, a primavera só ficou forte mesmo quando o governo cortou a internet do país. Aí o povo foi mesmo pra rua e derrubou o Mubarak. 

Tá, mas e na Síria, por que o cara está lá ainda?
Porque o conflito deixou de ser só político e chegou às vias de fato. O governo reagiu usando o exército. Aí, grupos da oposição também se armaram e começaram a combater o governo. 

Só na Síria aconteceu isso?
Não, na Líbia também, lembra? Mas a guerra civil durou menos. 

E os outros países do mundo? Não vão fazer nada?
Pois é, isso é um problemão. A ONU (Organização das Nações Unidas) está sendo muito criticada por ficar quieta diante da situação. Ela não fez nada porque os EUA são simpáticos aos rebeldes (os que querem derrubar o Assad, o ditador) e a Rússia e a China são simpáticas ao governo que está no poder. 


Tá, mas outro dia eu vi que Israel bombardeou a Síria. O que eles têm a ver com isso? Eles entraram na guerra?
É confuso mesmo. Israel disse que não atacou a Síria por causa dessa guerra toda, foi por outra coisa. Israel diz que esses ataques foram para impedir que o grupo terrorista libanês Hezbollah recebesse mísseis iranianos. Mas fontes dentro da Síria dizem que, na verdade, os mísseis israelenses atingiram alvos militares sírios. Em resumo, não se sabe muito bem o que é verdade ainda.

Nossa, que confusão. Quando vai acabar isso? 
Ninguém sabe, infelizmente. Provavelmente a guerra só vai ter fim quando um dos lado perder. Enquanto isso, tem bastante gente morrendo e tendo que fugir. Vamos torcer para acabar logo. 

Aylan, 3 Anos, Morreu Afogado Em Busca de Uma Vida Melhor


Seu nome era Aylan e tinha 3 anos. Ele se afogou no mar com seus pais e seu irmão de 5 anos, Galip. Eles fugiram da opressão, violência e pobreza e tentavam chegar à Europa. Esta criança e sua família simbolizam o desespero de milhares.

A face mais cruel da crise migratória na Europa foi evidenciada nesta quarta-feira com uma foto marcante de uma criança encontrada morta na costa da cidade turca de Bodrum. O motivo já é conhecido. Em busca do sonho europeu, o menino estava em um barco de refugiados que afundou ao tentar chegar à ilha de Kos, na Grécia. 


A imagem está sendo amplamente divulgada nas redes sociais, como símbolo do fim desastroso de alguns imigrantes que se arriscam em perigosas travessias para o continente europeu, muitas vezes fugindo de conflitos, violência, pobreza, fome e perseguição.

A hashtag #KiyiyaVuranInsanlik (humanidadelevadapelaságuas), em referência à foto, foi para o topo dos trending topics no Twitter.

17 Desenhos Comoventes de Artistas Lamentando o Menino Afogado da Síria

ATENÇÃO: Esta publicação contém imagens fortes.

Artistas de todo o mundo agora estão compartilhando tributos maravilhosos feitos à foto amplamente vista de Aylan sob a hashtag em turco #KiyiyaVuranInsanlik ou #HumanidadeLevadaPelaÁgua
ATENÇÃO: Algumas fotos são bastante sensíveis.
1. “Seu Nome Era Aylan” 

“O inferno é a realidade em que a gente vive”
2.


“O menino da Síria na costa da Turkia emerge como um símbolo da crise.”
3.

“Espero que a humanidade encontre a cura para os vistos”
5.

“Um dos maiores problemas políticos da comunidade muçulmana são os governantes do mundo muçulmano que não se importam com a própria comunidade”
6.

“Nós estamos perdendo nossa humanidade e as pessoas vão morrer nas fronteiras”
7.
8.

“Como essa história deveria ter terminado”
9.

“É possível desenhar a ressurreição”
10.

“A Síria tem o suficiente para contabilizar sua morte”
12.

“Uma imagem fala mais do que mil palavras e isso vem de uma imagem real”
13.

“Nós o colocamos para dormir e é a hora da gente acordar”
16.


Luciane Hoepers na Revista Sexy

A criatividade dos internautas não tem limites. Por isso, nos últimosdias, várias capas da “Revista Sexy" – todas são fakes (falsas) Feitas 

Pelo Arquivo Sexy Fã Clube da Revista– começaram a invadir as redessociais com as musas que ainda não tiraram a roupa para a publicação. 

Entre as gatas está a Missbumbum Brasil Luciane Hoepers. 

Luciane, representante de Santa Catarina no concurso, disse que quer ganhar a edição 2015 Como todo os anos, o concurso Miss Bumbum ja Já 

abriu as votações online. A final acontece no dia 9 de novembro, emSão Paulo.

Mesmo Que Vendesse Erik Dinheiro Não Seria Todo do Goiás

O Goiás anunciou que estava negociando o atacante Erik ao Fenerbahçe da Turquia por 7,5 Milhões de Euros. 

Divulgou também que 100% do valor da venda pertencem ao Goiás. 

Já divulgamos que a primeira notícia não era verídica. O clube turco se algum dia já teve interesse no jogador hoje não tem mais. Confirmado em nota divulgada no site oficial do clube. Nada de site falso ou fake. Quem se defende com esse tipo de argumento precisa conhecer um pouco mais de internet ou ser melhor assessorado.



Quanto à segunda afirmação de que os valores de uma futura negociação seriam 100% do clube há uma questão a ser discutida. Tanto o zagueiro Felipe Macedo que teve a sua transferência frustrada para o Monaco como o atacante Erik fazem parte da parceria do clube com a empresa Luppi Participações e Investimentos.



A parceira que foi firmada no início de 2006 e injetou cerca de R$ 10 milhões no Goiás previa que o valor das negociações dos jogadores das categorias de base do clube teria que ser dividido entre os parceiros – 50% para a Luppi e 50% para o Goiás.

Contrato com a Luppi foi Assinado por
Raimundo Queiroz e teve a anuência de Hailé Pinheiro

Outro contrato firmado entre o Goiás e a Luppi transferia 50% dos direitos econômicos dos atletas Rodrigo Tabata, Juliano, Leyrielton, Jonhson, Vitor e Fábio.

O contrato previa que jogadores das categorias Sub 15, Sub 18 e Sub 20 estavam contemplados na parceria. Na época Felipe Macedo e Erik faziam parte do elenco Sub 15. Já eram considerados jóias pelo Diretor da Base Marcos Antonio Figueiredo, o Marcão da Muralha. Os jogadores foram inscritos no Campeonato Goiano Sub 15 e foram dirigidos pelo técnico Benevan. Todos os jogadores das categorias de base até o ano de 2011 estão incluídos na parceria.

Briga à vista. Da mesma maneira que o Goiás aproveitou um vacilo da Luppi e vendeu Felipe Menezes quando a Luppi estava inadimplente, o clube goiano não pretende dividir o dinheiro da venda de Erik com o parceiro.

O contrato foi firmado pelo ex-Presidente Raimundo Queiroz que foi banido dos quadros do clube. Porém teve a anuência do Presidente do Conselho Hailé Pinheiro.

A parceria entre o Goiás e a Luppi já foi motivo de questionamento judicial. O ex-Presidente Syd de Oliveira Reis tentou via judicial quebrar o contrato porém foi obrigado a retirar a ação por ordem do Presidente do Conselho Hailé Pinheiro e pelo Conselheiro Edmo Pinheiro. Segundo Hailé “Contrato que ele assinava ninguém tinha poder de anular”. O processo 27671-67.2010.809.0051 (20100276710) foi então retirado. 

Agora este mesmo contrato que Hailé não quis rescindir provoca essa verdadeira dor de cabeça na atual diretoria esmeraldina.

Para termos uma idéia de como esse contrato foi nocivo para o Goiás, o São Paulo vendeu semana passada Rafael Toloi para a Atalanta. Se o contrato tivesse sido rescindido, e acreditem existia toda base legal para que isso acontecesse, o Goiás teria ao invés de 25%, 75% dos direitos econômicos do zagueiro já que a Luppi tem 50% do jogador.



Abre o Olho Corinthians, O Santos Já Tá Chegando no G4

O Santos está definitivamente na briga por uma vaga na próxima Copa Libertadores. Nesta quinta-feira, o time de Dorival Júnior não fez um grande jogo na Vila Belmiro, mas foi o bastante para bater a Chapecoense por 3 a 1 e estender sua invencibilidade para onze partidas. A vitória deixou o Peixe na oitava colocação na tabela de classificação, com 33 pontos, a apenas três do Atlético-PR, o primeiro time dentro do G4. O clube iniciou este 22ª rodada na 11ª posição.
Por outro lado, o time de Santa Catarina foi derrotado pela terceira vez seguida na competição nacional. Em 12º lugar, com 28 pontos, o alviverde de Chapecó ainda pode ser ultrapassado pelo Figueirense, que encara o Grêmio também nesta quinta-feira.
Sem Lucas Lima, que pode ser até titular pela Seleção Brasileira neste sábado, Dorival Júnior voltou a apostar em Marquinhos Gabriel. E o meia correspondeu dando uma linda assistência para Ricardo Oliveira marcar um belo gol e abrir o placar.
Como já virou rotina, a partida também teve uma polêmica envolvendo a arbitragem. O árbitro assinalou um pênalti muito duvidoso de Neto em cima do centroavante santista e revoltou o time de Chapecó. Porém, o camisa 9 mais uma vez bateu no canto direito do goleiro Danilo e, pela terceira vez consecutiva, viu seu adversário se sobressair com uma linda defesa.
Mas na etapa final, o alvinegro praiano definiu a vitória com tranquilidade. Primeiro com Geuvânio, que marcou um golaço em mais um forte chute de fora da área que acertou o ângulo de Danilo. E, para sair aplaudido de pé, Ricardo Oliveira aproveitou jogada ensaiada, após cobrança de escanteio, para marcar seu 14ª gol no Brasileiro e se isolar ainda mais na artilharia.
Na próxima rodada, as duas equipes atuam no domingo. O time de Santa Catarina recebe a Ponte Preta às 11 horas na Arena Condá, enquanto o Peixe visita o Sport, às 18h30, na Ilha do Retiro.

Embalado Grêmio Vence e Encosta nos Lideres


Agora, só um ponto distancia o Grêmio do Atlético-MG, vice-líder do Brasileirão – 42 a 41. A vitória por 2 a 0 contra o Figueirense, na noite desta quinta-feira, no Orlando Scarpelli, provou que o time tem direito a sonhar com voos maiores na competição. Bobô e Pedro Rocha, um em cada tempo da partida, marcaram os gols e fizeram recuperar os pontos que havia desperdiçado contra o Coritiba. A chance de avançar ainda mais será domingo, na Arena, frente ao Goiás, hoje uma equipe ameaçada de rebaixamento.

Temer Disse Que Dilma Não Resistirá a Mais 3 Anos de Popularidade Tão Baixa

O vice-presidente da Republica, Michel Temer, disse, em mais uma rodada de conversas com empresários de São Paulo, nesta quinta-feira (3) que será difícil Dilma Rousseff chegar até o fim do mandato se permanecer com índices tão baixos de popularidade.

Questionado sobre as hipóteses que rondam o fim precoce do governo –renúncia, impeachment, cassação via Justiça Eleitoral ou a manutenção do governo mesmo sob forte crise– afirmou que Dilma não “é de renunciar”. “Ela é guerreira, não me parece que ela seja, digamos, renunciante”, afirmou à Folha de São Paulo. Logo em seguida, asseverou que “é preciso melhorar o que está aí”.

O vice disse que com a medidas que estão sendo tomadas acredita que as coisas tendem a melhorar em meados do ano que vem. Depois da fala otimista, no entanto, retomou o assunto: “Hoje, realmente, o índice [de aprovação do governo] é muito baixo. Ninguém vai resistir três anos e meio com esse índice baixo. (…) Se continuar assim, eu vou dizer a você, 7%, 8% de popularidade, de fato, fica difícil”, concluiu.

Nove empresas vão investir R$ 620 milhões em Goiás


 Novas plantas industriais vão gerar 1,2 mil empregos diretos e 
outros quatro mil indiretos; municípios contemplados 
são Palmeiras de Goiás, Itumbiara, Rialma e Ipameri

O governador Marconi Perillo assinou na tarde desta quinta-feira (03) Protocolos de Intenções com nove empresas de diversos segmentos para montagem de plantas industriais em Goiás. O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico (SED), José Eliton, participou da solenidade que ocorreu na Sala de Reuniões do Palácio Pedro Ludovico Teixeira e foi signatário dos documentos. 

O total dos investimentos previstos é de R$ 620 milhões, que devem gerar 1,2 mil empregos diretos e outros quatro mil indiretos. As empresas se enquadram no perfil de médio porte e todas possuem matriz em outros estados. Os municípios que receberão os novos investimentos são Palmeiras de Goiás, Itumbiara, Rialma e Ipameri.
Para o vice-governador, neste momento em que o país perde centenas de milhares de empregos, a chegada dessas empresas ao Estado, além de uma ótima notícia para a população dos municípios contemplados, reafirma a busca do governo por políticas que atenuem o cenário de crise e promovem desenvolvimento econômico.

Ao dar as boas vindas aos empresários, José Eliton lembrou-se que, além da visão empreendedora, que busca resultados por meio de investimentos, existem fatores sociais imprescindíveis para Goiás. “Geração de empregos e democratização da renda, por exemplo, promovem benefícios importantes para a população e contribuem para o desenvolvimento econômico do nosso Estado”, pontuou.

Trabalho sério
De acordo com o governador Marconi Perillo, somente é possível promover crescimento de um estado com trabalho sério e dinamismo nas ações. Concluiu ao reconhecer o empenho do vice-governador à frente da SED: “José Eliton é o grande condutor do desenvolvimento econômico em Goiás”, disse.


Ainda de acordo com José Eliton, a decisão de grandes empresários brasileiros e de outros países em investir no Estado é graças à política de ajustes fiscais promovida pelo governador. “Com isso, Goiás se desponta com maior preparo para atravessar a crise e, ao mesmo tempo, não deixar de crescer e atrair novos investidores”, relatou.

A solenidade contou ainda com a presença da embaixadora da República de Cingapura no Brasil, Chin Siew Fei. Na oportunidade, ela destacou que Goiás é conhecido pelo seu desenvolvimento e dinamismo. “Só ouço dizer coisas boas deste Estado. Estou aqui há dois dias e já percebi que todas as coisas que ouvi são verdade”, disse.

Empresas
A JMV do Brasil, que vai se instalar em Palmeiras de Goiás, é uma empresa que utiliza nanotecnologia japonesa, processo industrial inédito na retirada de defensivos agrícolas dos alimentos. Representantes informam que parte da produção será para abastecer o mercado nacional e a outra será destinada para exportação ao mercado japonês.

Palmeiras vai receber outras cinco empresas. A Icegol, fabricante de sorvetes e outros gelados, que se destaca no interior e litoral paulista como líder de mercado em sua área, optou por trazer uma unidade industrial para o município. A Citrusa Alimentos, que é especializada na fabricação de sucos de frutas, também vem para o município e deve desencadear o desenvolvimento da cadeia produtiva de fruticultura na região. O município vai abrigar, ainda, a FM Comércio de Metais, metalúrgica com fundição; e a NovaLux, fabricante de tintas e vernizes.

A Verdy Indústria de Motores, que fabrica motores náuticos, está direcionando seus investimentos para Itumbiara. Ela é detentora de tecnologia inédita na produção de motores a álcool para embarcações. 

Rialma e Ipameri são as cidades que completam o destino dos novos investimentos. A primeira vai sediar a indústria FVO Brasília, do segmento de industrialização de farinha de milho e derivados para a linha animal, enquanto a segunda vai receber a Gazin, uma das maiores distribuidoras de produtos de informática, telecomunicação e utilidades domésticas do país.

Acompanharam o governador Marconi Perillo e o vice-governador e secretário de Desenvolvimento, José Eliton na solenidade de assinatura dos Protocolos de Intenções superintendentes da SED, parlamentares, prefeitos e vereadores, além de lideranças políticas e empresariais.


Fotos: Jota Eurípedes

Governador Visita Instalações do Villa Mix

Ø Evento, onde são aguardadas 48 mil pessoas, pode ter o palco registrado no Livro dos Recordes

Ø Governador fica impressionado com os números do evento, que inclui o transporte de 500 mil toneladas de equipamentos em 100 carretas

O governador Marconi Perillo visitou, na noite desta quinta-feira (03), a fase final da montagem da estrutura do Villa Mix, no estacionamento do Estádio Serra Dourada. Acompanhado do secretário de Articulação Política, Sergio Cardoso, e do diretor geral do evento, Marcos Aurélio Araújo, o ele caminhou pelas dependências do lugar e verificou in loco que uma parte considerável dos 1,5 mil trabalhadores responsáveis pela montagem do palco, camarins, bares etc trabalhava mesmo com a noite já avançando. O Villa Mix, que está na 5ª edição, será realizado no domingo.
De capacete para prevenir acidentes, o governador cumprimentou trabalhadores e ouviu o diretor geral do Villa Mix falar dos números superlativos da edição deste ano. O palco, com 117,4 metros de frente e 50,5 metros de altura (área total de 2.724m2), deve superar o palco da banda irlandesa U2 – até então considerado o maior do mundo. Os organizadores aguardam, inclusive, a visita de técnicos do Guinness World Records, que vêm de Nova York para atestar as medidas.

Outros números impressionaram o governador. Para transportar as 500 mil toneladas de equipamentos foram necessárias 100 carretas. Não por acaso, o evento é considerado um dos mais importantes para a rede hoteleira de Goiânia e para o comércio local.

De acordo com a assessoria do Villa Mix, a infraestrutura contará com 600 banheiros, 600 seguranças, três camarotes (Golden Mix, Extra Vip e Villa Prime), três ambulatórios e cinco UTI´s móveis. Tudo para atender com conforto as 48 mil pessoas aguardadas para os shows. Entre empregos diretos e indiretos, o Villa Mix gerou 5 mil postos de trabalho, aproximadamente.

O evento teve a primeira edição em 2011, em Goiânia, e já é realizado em Londrina/PR, em São Paulo/SP e São José do Rio Preto/SP. A edição deste ano contará, entre outras atrações, com artistas como Ivete Sangalo, Jorge & Mateus e Luan Santana.