Ministério Agricultura

terça-feira, 11 de julho de 2017

Divulgada identidade dos criminosos que mataram policial e vigilante

Quarto envolvido em ataque a bancos em Santa Margarida ainda é procurado.

Foram sepultados na manhã desta terça-feira, os corpos, do cabo PM, Marcos Marques da Silva de 36 anos e do vigilante Leonardo José Mendes, assassinados por criminosos durante ataques de uma quadrilha a duas agências bancárias em Santa Margarida, na Zona da Mata mineira, na manhã de segunda-feira (10).

O cabo PM foi sepultado às 10h no cemitério Campo das Flores, em Manhuaçu.

Já o vigilante bancário, Leonardo José Mendes, foi sepultado no Cemitério Municipal de Santa Margarida.

Menos de 12 horas depois do ataque da quadrilha, uma força-tarefa das polícias Militar e Civil confirmaram a prisão de três quatro envolvidos no ataque: *Wesley Rosa Firmino*, 23 anos;
*Josimar Pereira Rodrigues*, 30 anos; e
*Sirlande da Silva Ferreira*, 27 anos.

O quarto suspeito foi identificado como *Daniel Rodrigues Aguiar*, 34 anos, e continuava foragido até a noite passada.

Inicialmente foi divulgado que oito homens estavam na picape Fiat Toro, usada na fuga depois do roubo, mas a polícia chegou à conclusão que apenas quatro participaram do ataque e estavam no carro, que foi abandonado na saída da cidade.

A picape tinha placas clonadas de outro veículo de Contagem, MG.

Os criminosos pegaram duas pessoas como reféns e, na fuga, dispararam contra o cabo Marcos Marques da Silva, de 36 anos, que morreu com um tiro na cabeça.

Os reféns foram levados na carroceria da picape, com as mãos para o alto.

Com os reféns usados como escudo, o cabo Marques não pode efetuar disparos contra a picape, avaliam policiais ao assistirem aos vídeos feitos pela população.

Equipes da PM e PC de várias cidades, com apoio de aeronaves vindas da capital cercaram toda a região.

No meio da tarde os três homens foram presos em uma pedreira na divisa de Santa Margarida com a região do município de Divino.

O quarto envolvido conseguiu escapar a esse primeiro cerco e continua a ser procurado.

Foram apreendidas três espingardas calibre 12, uma submetralhadora, coletes a prova de balas, balaclavas (capuzes) e munição.

A quantia levada do Sicoob foi recuperada

Armas usadas pelos criminosos foram encontradas na rota da fuga deles.

Coletes a prova de balas usados pelos três criminosos vistos na carroceria de picape

Nenhum comentário: