Ministério Agricultura

segunda-feira, 20 de março de 2017

Polícia Civil apresenta dupla suspeita de homicídio contra casal de namorados


Crime foi motivado por ciúmes e roubo de arma. Rapaz levou três tiros sem chances de defesa e ex-namorada foi morta porque testemunhou assassinato


A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), apresentou nesta segunda-feira (20/03), Janderson José Barros de Souza, 20 anos, e Murilo Henrique Lopes de Souza, 18. Os dois confessaram a participação na morte do casal Andressa Marçal, 16 anos, e Uenio Leite da Silva, 25, em um apartamento no Setor Chácaras Retiro, região norte de Goiânia. Eles foram presos no dia 8 de março, em Goiânia. Anderson Guedes da Silva, 19 anos, suspeito de conduzir os dois presos até o local do crime, se encontra foragido.

Segundo a polícia, eles premeditaram a morte de Uenio dois dias antes do crime, durante um churrasco, em que as vítimas chegaram a participar. Na quarta-feira de Cinzas (1º/03), o trio foi até a residência da vítima para a execução do crime. 

Eles sabiam onde encontrá-lo, pois o apartamento era local de convívio comum dos envolvidos e funcionava como espaço para festas e uso de drogas”, explica o delegado responsável pelo caso, Marcos Aurélio Eusébio. 

“Anderson ficou no veículo e Murilo subiu com uma pistola .40, emprestada por Janderson, e encontrou a porta destrancada. Ao adentrar o local, efetuou três disparos na região do rosto de Uenio. Andressa presenciou o crime, e foi alvejada com dois tiros nas costas”, esclarece. 

Na sexta-feira, após o homicídio, a polícia já tinha provas de quem eram os criminosos, já que mais de 10 pessoas confirmaram a participação dos suspeitos no crime. Após serem presos, eles relataram os conflitos com Uenio, que havia se tornado um sujeito agressivo, despertando a ira de vários ex- amigos.

Anderson chegou a ser preso pela polícia por tráfico de drogas, mas foi liberado em audiência de custódia. A Polícia Civil possui um mandado de prisão expedido contra ele, que passou a ser considerado cúmplice no homicídio do casal.

Janderson namorou Andressa por cerca de um ano. Quando Uenio começou a se envolver com a adolescente, eles romperam a amizade e iniciaram uma rixa. Murilo também tinha desavença com Uenio, pois teve um revólver calibre 38 roubado por ele. “O crime foi cometido por uma junção de fatores. Foi quando se uniram e planejaram a morte do rapaz”, finalizou o delegado.


LEGENDA PARA FOTOS: POLÍCIA CIVIL


Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios da Polícia Civil durante apresentação de Janderson José Barros de Souza, 20, e Murilo Henrique Lopes de Souza, 18: os dois confessaram participação na morte do casal Andressa Marçal, 16, e Uenio Leite da Silva, 25, em um apartamento no Setor Chácaras Retiro, região norte de Goiânia

Nenhum comentário: