____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Balanço do Internacional de 2011. Endividamento de R$ 197 Milhões de Reais

As receitas do Internacional cresceram 5% em 2012 (a 2º menor alta entre  os principais clubes), passando de R$ 179 milhões em 2010 para R$ 188 milhões em 2011, mantendo-se como o 3º maior arrecadador do País; Das principais contas de receitas, os destaques ficaram para o crescimento de 29% da conta Jogos e TV, e para a alta de 107% da conta patrocínios e publicidade. O Inter tem uma das mais saudáveis distribuições de receitas entre os clubes brasileiros, com bom equilíbrio entre as contas de patrocínio e publicidade, sócio-torcedor, transações de atletas e jogos e tv. O Inter foi um dos poucos clubes com crescimento das despesas (+25%) acima das receitas, contribuindo para reversão do superávit operacional de 2010 (R$ 9 milhões) em um déficit de R$ 18 milhões em 2011;


O Resultado líquido negativo de R$ 23 milhões em 2011 impactou o 
Patrimônio Líquido, que caiu de R$ 436 milhões para R$ 411 milhões. Apesar 
disso o Internacional permanece como o clube de maior PL no Brasil;

O Endividamento cresceu fortemente (+33%) em 2011, atingindo R$ 197 
milhões, contra R$ 149 milhões em 2010, em boa parte pelo crescimento nas 
contas de credores por participação e negociação de atletas, e contas a pagar 
e adiantamentos de terceiros;

Houve aumento da relação entre o Endividamento e a Receita Bruta, que 
subiu de 0,8 vezes em 2010 para 1,0 vez em 2011. Apesar disso, permanece 
em nível confortável comparativamente aos demais clubes;

Nenhum comentário:

Postar um comentário