domingo, 25 de agosto de 2013

Cristian Fernandez: 12 Anos. A Impressionante História do Mais Jovem Prisioneiro do EUA

Cristian Fernandes Pode Ser Condenado a prisão Perpetua
Os EUA tem 79 crianças menores de 14 Anos condenadas à prisão perpétua. 29 estados não diferenciam entre assassinos adultos e juvenis e em 29 estados dos EUA, a lei ainda prevê a prisão perpétua por assassinato, independentemente de o crime ter sido cometido por um menor. 

Os Estados são livres para determinar a pena máxima, a mínima é de 10 anos. Nos Estados Unidos existe a pena de morte em alguns estados,  embora a maioria ainda  recorre para pena em vida sem liberdade condicional. Os EUA é o único país no mundo a aplicar esta punição severa contra os menores, de acordo com a Anistia Internacional .

Vários tratados internacionais proíbem especificamente a imposição dessas penas, e no artigo 37 da Convenção da ONU sobre os Direitos da Criança de 1989, ratificada por todos os países, exceto os EUA e a Somália. 

Por outro lado, a Convenção Internacional dos Direitos Civil 1966 foi assinada pelo os EUA em troca de incluir uma exceção à proibição de  sentença a crianças em "circunstâncias excepcionais".

Crianças com prisão perpétua aumentou seis vezes desde 1966

Em 1966 haviam 400 crianças nesta situação,  agora são mais de 2.500 crianças que podem passar o resto de sua vida atrás das grades. Uma situação que parece não ter fim, apesar das declarações da Suprema Corte dos Estados Unidos. Na verdade, o Departamento de Justiça dos EUA reconhece até 29 casos de crianças menores de 14 anos que cometeram assassinato nos últimos dois anos.

Cristian Fernandez (Foto) poderá  tornar-se em alguns meses,  em uma dessas crianças que crescem e envelhecem na prisão. A mãe de Cristian, Marie Biannela Susana, foi estuprada por um vizinho, que acabou condenado a 10 anos de prisão. Marie ficou grávida devido ao estupro, no entanto, a lei da Flórida restritiva sobre o aborto impediu a menor, então uma menina de apenas 11 anos, a interromper a gravidez.

Marcado por este fato, a vida tortuosa e difícil de Cristian Fernandez nunca melhorou. Com apenas três anos foi expulso do jardim de infância por puxar  as calças e simular  ato  sexual.


 O Serviço Social da Flórida investigou o caso e determinou que a criança havia sofrido algum tipo de abuso sexual. Anos mais tarde soube-se que o responsável pelo abuso tinha sido um primo.

Antes de seis anos de idade, sua mãe se casou com Luis Alfonso Galarrago Blanc. Eles viveram juntos por quase cinco anos sem problemas sérios, mas o casamento terminou em uma tragédia inimaginável, Blanc Galarrago suicidou-se na frente  dos filhos do casal depois de dar uma surra brutal Cristian.

Esse acontecimento marcou profundamente a personalidade da criança. Apenas seis meses depois, ele foi preso e acusado de ser responsável pela morte de seu irmão. Ele tinha 12 anos.

Na tarde de 14 de março de 2011, Marie Biannela  saiu de casa e deixou Cristian,  cuidando de seus irmãos. Quando ela retornou, à noite, ela encontrou o filho de dois anos inconsciente, sangrando no nariz  e orelhas.

Cristian disse que o irmão havia "caído da cama." Biannela limpou o sangue e colocou o menino na  cama. Então ela começou a navegar na internet procurando informações sobre celebridades, download de músicas e fez  uma operação bancária.

Somente duas horas depois de voltar para casa, e depois de verificar que seu bebê não reagia, ela procurou na internet os sintomas de uma pessoa "com um golpe na cabeça, e resolveu chamar a emergência. Estas informações constam no inquérito policial. 

Com um traumatismo craniano seu  filho morreu no hospital depois de dois dias de cuidados intensivos. A autópsia confirmou que se Marie tivesse acionado os serviços médicos  ao chegar em casa, o bebê teria muita chance de sobreviver. A menina, 25 anos, foi indiciada e se declarou culpada de comportamento negligente. Agora espera-se confirmar a sentença de um juiz. Ela deve pegar uma pena  entre 13 e 30 anos de prisão.

Violência e abuso sexual sempre fizeram parte da vida de Cristian Fernandez que agora, aos 13 anos, tornou-se o mais jovem preso aguardando julgamento EUA e enfrenta uma sentença de prisão perpétua por matar espancado seu irmão de apenas dois anos. Além disso, ele deve responder a outra acusação de abuso sexual a um outro irmão, de apenas cinco anos.

 O Ministério Público acusou Cristian de assassinato em primeiro grau e pediu para ele ser julgado como um adulto pela  gravidade do seu crime e o comportamento anti-social. O juiz do seu caso aceitou a petição e a criança está à espera de um julgamento. É provável que Cristian seja condenado a uma sentença de prisão perpétua.

Foi inútil a iniciativa popular que coletou mais de 190 mil assinaturas em todo os EUA pedindo a justiça para  que Cristian Fernandez fosse julgado como criança. Seu drama não é exclusivo, o Departamento de Justiça dos EUA reconhece até 29 casos de crianças menores de 14 anos que cometeram assassinato desde 2010.

A acusação se opõe fortemente a opção de julgar Cristian como criança. Isso implicaria que aos 21 anos Fernandez poderia sai livre. Os responsáveis pela acusação de Cristian emitiram uma nota com os seguintes dizeres "Nós temos que proteger a sociedade desse cara. Aplicar a pena de um menino de 12 anos de idade é muito triste, mas é a única medida legal, temos de garantir a segurança dos cidadãos ".



Informações atualizadas

Cristian Fernandez chegou a um acordo judicial  no dia 2 de agosto de 2013  com os promotores,  ele vai ser condenado como um menor por homicídio culposo  e permanecerá em um centro juvenil, até que ele tem 19 anos. Ele estava diante de uma possível prisão perpétua, depois de ser acusado anteriormente como um adulto.

Da equipe de defesa de Cristian, via e-mail:

"Nós realizamos nossa missão de resgatar a capacidade de Cristian Fernandez ter uma vida adulta normal. Foi uma injustiça acusá-lo de Primeiro Grau e estamos satisfeitos de que ele vai ser tratado como um juvenil, como deveria ter sido desde o início. Agora, ele pode mover-se ", disse Henry M. (" Hank ") Coxe III, membro da equipe de defesa de Cristian.


13 comentários:

Aline Helena disse...

Certas coisas não dá pra entender, mais acho um absurdo, por que uma criança que tem a capacidade de matar a outra pra mim é um monstro e uma pessoa de 13 anos sabe muito bem o que estpá fazendo ! é uma pena mais devia sim ser julgado como adulto, melhor elee na cadeia até a morte do que amanhã ou depois mais morte de pessoas inoscentes !

Anônimo disse...

Concordo plenamente

Dyogo Botelho disse...

eu também penso assim, porem devemos levar em conta os acontecimentos ocorridos na vida dele, eu no lugar do juiz iria prende-lo até a maior idade e condenaria ele também a ter cessões com o psicologo

Irady Moraes Melo disse...

Me emocionei com a história...esse menino tb uma vitima...sem palavras

Anônimo disse...

Essa criança não merece pena perpétua, não teve uma base familiar decente, quem sou pra julgar mas..a mãe teve maior parte da culpa, independente se teve filho cedo, sua obrigação é cuidar e isso não foi feito, ao olhar pra essa criança me emociono, pelo historico problemático, acredito que está arrependido e não tinha noção do que estava fazendo, é apenas uma criança e acho justo ficar livre após completar 19 anos.

ɳáɗiɑ dIɐs disse...

Me desculpa !
mais concordo com isso não , ele tinha que passa por um psicologo e não ser condenado pra vida toda ,,ele sofreu muito por mais que ele tenha feito isso tudo ninguém sabe o que ta passando na cabeça dele não .. Ninguém é melhor que ninguém pra ficar jugando uns aos outros .. só acho

Anônimo disse...

É.... E se ele tivesse assassinado algum membro de sua família, como reagiriam ?
Quem acha que ele é um coitado não tem mentalidade de uma pessoa sã !
Se com essa idade ele ja teve a frieza de espancar um irmao , imagina depois que sair da prisão, com muita raiva de tudo isso oque ocorreu na vida dele, ele vai acabar cometendo mais atos negligentes , me desculpem , mais isso é um monstro e nao uma criança !

Anônimo disse...

a mae nao teve culpa, a mae foi violada e o estado nao a deixou interromper!!

Rose Silva disse...

Falou td

Anônimo disse...

Julgar, quem somos nós pra julgar aqui, mas minha opinião é que, olhando só a fonte nesse site, a maior parte da culpa de tudo isso é de quem começou: o vizinho filho da puta estuprador que só pegou 10 anos de prisão e não tem sequer o nome revelado na história nesse site. Ah, mas ninguém faz questão de saber também. Só querem saber de julgar o garoto. Tem um aqui que teve até a cara de pau de atribuir a maior parte da culpa a mãe do rapaz, como se ele soubesse exatamente o que aconteceu. O que mais decepciona é que esse texto até deu informação suficiente pro cara não atribuir a maior parte da culpa a ela. Mas eu espero que ele não tenha lido todo o texto pra chegar nessa conclusão. Rapaz, interpretação moral desse texto: a mãe não tem a maior parte da culpa. É bem mais complexo que isso. Agora, se você quer saber minha opinião sobre todo o assunto, aqui vai: eu, você, eles e todos nós temos culpa dos problemas de todo esse sistema em que vivemos. Por isso estamos aí para dar as soluções. Afinal, julgar por julgar é muito fácil, desde os tempos antigos isso é feito. Agora, buscar a verdade, lutar pelo bem estar coletivo (e não somente individual), isso é pra poucos. Enfim, senhores Seres humanos, por favor, pensem duas vezes no que vão escrever antes de postarem seus comentários na internet.

Anônimo disse...

Essa criança sofreu pra caramba como um ser q sofre do modo q ele sofreu não seria um monstro. Ele necessitava de cuidados psiquiátricos. E muitos falam se fosse alguém da sua familia vc ñ falaria assim. Adultos matam fazem atrocidades e estão ai solto . tô chocada com o ser humano . uma criança vc pode mudar ela com carinho amor atenção e educação.

Anônimo disse...

N concordo com a prisão perpétua, mas um castigo bem severo sim, pois ele também foi vítima, e sabe o que ele pensa de tão terrível quer fazer o mesmo que fizeram a ele com os que se aproxima e que n tem defesa pra se defender sozinho....ele precisa de um psicólogo que entenda a situação dele e o porque ele fez essas maldades........ Espero que voltem atrás e dê uma segunda chance, pois ninguém é Deus pra julgar o próximo, nem as autoridades tem direito de tirar a liberdade de uma criança sem saber o que realmente aconteceu antes de fazer essas coisas terríveis, pois acho que toda autoridade antes teria que ser um bom psicólogo para entender o que passou na cabeça de uma criança ou melhor um pré-adolecente

Juhh disse...

KKKKKKKKKKKKKK essas pessoas que dizem que a criança não sabe do que está fazendo, ou que não merece ficar na cadeia pro resto da vida e que merece ter outra chance...só me fazem rir! E se esse menino for solto aos 19 anos, passar pelo psiquiatra e mesmo assim cometer erros maiores e piores? E ai? Mesmo assim irão defende-lo? Mesmo assim irão dizer que a culpa é do passado e tudo mais? Pelo amor de Deus, parem de ser inocentes! Se uma criança é julgada, mesmo sendo como adulto ou não, é porque quem a julgou tem consciência que ela realmente sabia do que estava fazendo!!! Existe uma grande diferença entre julgar e mostrar a realidade. Se a minha opinião ou a opinião de outra pessoa não é igual ao que você pensa, não seja idiota o suficiente pra dizer algo que realmente tbm não tem certeza, assim como todos nós que comentamos tbm não temos, pois ninguém tem uma bola de cristal pra saber o que vai acontecer.