Ministério Agricultura

sábado, 5 de agosto de 2017

Ministério Publico Afirma Que Vereador Preso é Suspeito de Associação Criminosa, Fraude à Licitação e Corrupção Passiva

O MP-GO afirmou que o vereador é investigado por receber propina para viabilizar fraude em licitação para transporte escolar ofertado pela Prefeitura de Acreúna. Pablo teria negociado com o empresário também suspeito do crime. Após abertura de uma investigação na Câmara Municipal a respeito do caso, o político também teria usado seu cargo para apurar o que os colegas descobriam a respeito da fraude. 


A prisão dele foi decretada pela Justiça da
cidade. Conforme decreto de prisão preventiva do investigado, o vereador é suspeito de: associação criminosa, fraude à licitação e corrupção passiva. O juiz que assina a decisão, Reinaldo de Oliveira Dutra, argumenta que o decreto de prisão dele é necessário para garantir a ordem pública e para a conveniência da instrução criminal, já que o investigado poderia se desfazer de provas se mantido solto. 


O juiz também autorizou busca e apreensão no endereço do vereador para tentar localizar celulares e evitar que provas desaparecessem. Também ficou autorizada a quebra de dados nos telefones encontrados na residência.

Nenhum comentário: