____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Mãe e Filho São Mortos a Facada Em Porto Alegre


Principal suspeito é o marido da mulher, segundo a Polícia Civil. Sob custódia, homem está internado no hospital, com ferimentos.

Mãe e filho foram encontrados mortos em casa (Foto: Arquivo Pessoal)Mãe e filho foram encontrados mortos em
casa (Foto: Arquivo Pessoal)
A Delegacia de Homicídios da Polícia Civil de Porto Alegre investiga a morte de uma mulher e seu filho a facadas, no bairro Tristeza, na Zona Sul de Porto Alegre. Acionados por familiares, policiais entraram na residência por volta das 6h desta quinta-feira (26) e encontraram os corpos das vítimas de 39 e 5 anos de idade em seus respectivos quartos. O principal suspeito é o marido da mulher e pai da criança.
Uma equipe de perícia foi deslocada ao local do crime e os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML). Dentro da residência, que fica em um condomínio fechado, a polícia encontrou bilhetes que servem de pista na investigação. "São bilhetes que explicam, em tese, a motivação do crime, fala de uma suposta traição que a vítima teria cometido", disse o delegado Cleber Lima ao G1.
Crime ocorreu no bairro Tristeza, Zona Sul de Porto Alegre (Foto: Halex Vieira/RBS TV)
Crime ocorreu no bairro Tristeza, Zona Sul de Porto Alegre (Foto: Halex Vieira/RBS TV
Ainda conforme a polícia, a família não conseguia contato telefônico com a mulher e por isso acionou o serviço. Na noite de quarta-feira (25), por volta das 23h, o marido, um bioquímico de 46 anos, pulou de uma ponte na BR-290 e foi socorrido por pescadores. "Possivelmente ele cometeu o crime e tentou se matar", completou o delegado.
O homem está internado sob custódia no Hospital de Pronto-Socorro de Porto Alegre (HPS), com ferimentos. Segundo o delegado Cleber Lima, ele já foi autuado. Em depoimento para a delegada Clarissa De Martini, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), o suspeito negou que tenha matado a mulher e o filho. "Ele disse que não tinha familiares em Porto Alegre e que a esposa estaria viajando para Brasília e retornaria sexta ou sábado", contou a delegada.
Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário